• Telefone
    (16) 3623-3051 | (11) 3254-7681

Compartilhe:

People Analytics: uma ambição revolucionária para a gestão de pessoas

 

Modernidade e características

finger-769300

A dinâmica em que vive a sociedade moderna é marcada e impulsionada pela alta conectividade. Mídias sociais, ferramentas digitais, sistemas tecnológicos, dentre outros recursos viabilizaram a instantaneidade da comunicação. Não apenas temos de lidar diariamente com um verdadeiro bombardeio de informações, mas também com o conceito da volatilidade. Dados liquefazem-se e modificam-se em questão de segundos. Nesse sentido, muito do que faz a tecnologia atualmente se resume a viabilizar o bom uso desses dados, transformando-os em conhecimento útil e aplicável.

 

Big Data e Business Intelligence: o que significam? 

ball-457334

    Nas empresas, é muito comum que informações se acumulem também. Inclusive, há um termo específico que descreve o imenso volume de dados – estruturados e não estruturados – dentro da realidade corporativa: Big Data. Ao pé da letra, indica “grandes dados”, e é um conceito que envolve três principais pilares: volume, variedade e velocidade.

     Assim como no contexto macro (sociedade), a tecnologia fornece amplo suporte a CEOs, gestores e líderes na gestão de seus negócios. Ela auxilia e automatiza funções como coleta, organização, tratamento, análise, compartilhamento, uso e monitoramento de dados. O sucesso de muitas organizações se deve ao uso devido da tecnologia, que colocou nas mãos dos colaboradores informações preciosas para uma boa gestão. Às metodologias, sistemas, ferramentas e meios tecnológicos usados para organizar e analisar informações de forma eficiente, dá-se o nome de Business Intelligence.

Gestão de pessoas e dados

            Muitos RHs acabam não sabendo lidar com a grande massa de dados que caem em suas mãos diariamente, ou lidam de forma errônea. Fazem uso de métodos antigos e pouco práticos para organizar as suas rotinas e agir. Consequentemente, perde-se tempo, dinheiro e a oportunidade de beneficiar a empresa com o uso da tecnologia. Além disso, desperdiça-se o aproveitamento máximo do recurso sem o qual a organização não funciona: as pessoas.

            Mas, como resolver esse problema?

People Analytics 

1. Conceito

   statistic-1564428Poder mapear o comportamento das pessoas em seus ambientes de trabalho parece um sonho. Pois é justamente essa a promessa do People Analytics: uma explosão de dados acessíveis e organizados sobre os colaboradores. Tais dados têm suas origens em uma porção de fontes. Linguagem de e-mails, comportamento em mídias sociais, históricos e páginas acessadas na internet, por exemplo, podem ser utilizadas para captar padrões de comportamento e tomar importantes decisões dentro de uma empresa.

    A empresa Google foi a pioneira do People Analytics. Já com experiência no Google Analytics, desenvolveu ferramentas de análise automatizada para utilizar em processos seletivos e selecionar as pessoas mais apropriadas para cada uma de suas vagas.

2. Funções e Benefícios

            O People Analytics é ainda um recurso embrionário, pouco ou mal utilizado pelas empresas, mas com uma promessa ambiciosa para a gestão de pessoas. Tem pormatrix-1013611

 base o uso de algoritmos e variáveis que permitem identificar padrões, relações de causa e efeito e cruzamento de informações. Nesse sentido, dados poderiam embasar desde decisões como contratação e retenção até questões de liderança, estratégia, produtividade e identificação de talentos. São inúmeras as possibilidades de uso do People Analytics, mas o seu maior intuito é superar a subjetividade que permeia grande parte das decisões em relação à gestão de pessoas.

            O meio pelo qual o People Analytics acontece é a tecnologia. Softwares e sistemas (BIs) que coletam, tratam e analisam informações de qualidade dentro das organizações são as condições facilitadoras e, até mesmo necessárias, para o funcionamento completo do recurso. Como discutido no artigo de “Tecnologia em Gestão de Pessoas”, ter informações úteis à disposição das lideranças e dos profissionais de Recursos Humanos economiza tempo e faz com que estes foquem naquilo que traz, de fato, valor e resultado para a empresa e seus stakeholders.