• Telefone
    (16) 3623-3051 | (11) 3254-7681

Compartilhe:

Em um mundo de hipercompetitividade, muitas empresas e pessoas ainda sofrem com a carência de conexão no contexto organizacional. Um fenômeno que ocorre:

  • Entre áreas, entre gestores;
  • Entre líderes e liderados;
  • Entre a cúpula e as bases;
  • Entre colaboradores e clientes;
  • Entre o planejado e o executado;
  • Entre a gestão da empresa e a gestão de pessoas;

Esta percepção nos levou a eleger a busca de conexões como foco do GEP Brasil 2014: Tempo de Conectar.

Realização

O evento ocorreu no dia 15 de maio de 2014, no Centro de Convenções de Ribeirão Preto. As fotos estão disponíveis na página da Cohros no Facebook.

Programação

Os desafios da liderança: Conectando gente e resultados

João Marcelo Furlan

Vice-Presidente de Desenvolvimento e Expansão Regional da ABRH-SP. Diretor Executivo da Enora Leaders, líder nacional na área de Cursos in Company. Dono de uma carreira executiva e empreendedora precoce, como fundador e presidente do Diretório Acadêmico Ibmec-SP, atuou nas áreas Comercial e de Marketing da Whirpool Corporation no Brasil e também atuou como gerente de Marketing na Associated British Foods. No exterior, foi diretor de Marketing e Vendas da Headway Dynamics no Sudeste Asiático. No terceiro setor, trabalhou no Instituto São Paulo Contra a Violência e foi coordenador do Comitê de Empresas do Compromisso Campinas pela Educação. Empresário reconhecido na área de educação executiva no Brasil.

 

As responsabilidades de um líder vão muito além da atividade de estimular e coordenar as atividades da equipe. Ele é um profissional eleito pela empresa para representá-la perante a equipe liderada. Os líderes são os principais elos de conexão entre as empresas e as pessoas que nela trabalham. É dele a responsabilidade de disseminar a cultura da empresa, criar ambiente estimulante e produtivo, de garantir a execução dos planos organizacionais na sua área e, principalmente, de conduzir seus liderados ao alcance de resultados para a saúde e o desenvolvimento do negócio. A difícil arte de gerenciar pessoas e levá-las ao alcance de resultados é o tema da palestra de abertura do GEP Brasil 2014.


 

Resultados da pesquisa sobre o contexto da gestão de pessoas nas empresas

Denise Lustri

Especialista em gestão estratégica de pessoas, gestão por competências e gestão do conhecimento. Experiência desenvolvida em empresas nacionais e multinacionais como Lupo S/A, FMC do Brasil, PricewaterhouseCoopers, e Foster Wheeler América Latina, entre outras.

Professora no MBA Gestão Estratégica de Pessoas da FGV.

Professora nos MBAs de Recursos Humanos e Administração de Organizações - FEA/USP – Ribeirão Preto.

Diretora da ABRH Regional Ribeirão Preto. Coordenadora do Grupo RHEMO-Campinas/SP, voltado para estudos e pesquisas sobre teorias e práticas de Gestão de Pessoas. Presidente do Comitê Estratégico de Gestão de Pessoas da AMCHAM / RP no exercício de 2008. Comentarista da Rádio CBN Ribeirão de 2007 a 2009.

Mestrado em Administração pela FEA-USP – Tema: Gestão do Conhecimento e Gestão por Competências. MBA em Marketing pela F. E. C. Álvares Penteado. MBA em Controladoria e Finanças pela FUNDACE – FEA/USP. MBA em Recursos Humanos pela FGV. Graduada em Letras pela UNESP e em Administração pela UNIARA.

Trabalhos científicos publicados nacional e internacionalmente. Artigos publicados na mídia relativos a temas de gestão de pessoas. Palestrante de temas ligados à gestão de pessoas. Co-autora do livro “Cargos, Carreiras e Remuneração”– Editora FGV.

Diretora da Cohros: Soluções em Gestão de Pessoas e Organizações.

 

Apresentação do resultado da pesquisa realizada pela Cohros, em 2014, com o apoio de docentes das faculdades Administração e Psicologia da USP de Ribeirão Preto com o objetivo de identificar as expectativas e os obstáculos a serem superados pelos profissionais de RH no contexto organizacional atual, e também quais as principais necessidades e demandas das empresas em relação às práticas de Gestão de Pessoas.


 

Painel de Debates - O Contexto da Gestão de Pessoas nas organizações

Valter Maschio

Atual diretor geral da D. Center Distribuidora Ltda, Valter Maschio já foi Superintendente Regional de Empresas, Gerente de Empresas e Gerente Geral do Banco Santander. Bacharel em Ciências Contábeis, fez pós graduação em Gestão Estratégica de Empresas e MBA pela FGV em Gestão Financeira e Controladoria.

Renato Vergani

Graduado em Administração, Empresário, Sócio-Diretor da REDEORTO, rede de franquias de clínicas odontológicas, com mais de 80 unidades no Brasil, e um quadro de aproximadamente 1.000 profissionais.


Adriana Caldana

Especialista em Gestão de Pessoas com vivência em análise de perfil, avaliação por competências e desenvolvimento profissional e organizacional. Docente no departamento de Administração da FEA - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo - campus de Ribeirão Preto. Graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Mestrado e Doutorado em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Professora nos MBAs da FUNDACE-USP, FIPE, FAAP, FCETM, entre outras.

Telma Rodrigues

Diretora de Gestão de Pessoas do Magazine Luiza, acumulando uma experiência profissional de 30 anos em RH. Graduada em Serviço Social pela UNESP, Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de Franca. Formação em Coaching e Psicodrama.

Moderação do Painel

Beatriz Resende

Profissional com 25 anos na área de RH, sendo 16 deles em Consultoria Organizacional e RH (1989 a 2005), com projetos de Remuneração Estratégica e Carreiras, Gestão de Clima Organizacional, Análise de Potencial e Desenvolvimento de Lideranças; e 8 anos na gestão da área de RH dentro das Usinas Batatais e Lins. Atualmente retornou à Consultoria, estando à frente da Coerhência- Integrando Negócios & Pessoas, onde é sócio-proprietária e principal Consultora. empresas fortes de mercado. Nas posições ocupadas na Usina Batatais, os objetivos foram o de construir políticas, práticas e ações sólidas e eficazes de gestão de pessoas; apoiar na transformação da cultura para a sustentação dos quadros e ambientes, visando sua evolução. E forte atuação focada no fortalecimento e aprimoramento contínuo dos papéis e atos de gestores e líderes.

Ministra aulas em cursos de pós-graduação; palestras, seminários e treinamentos com foco em Relações de Trabalho, Liderança, Motivação, Carreira e Empregabilidade, entre outros temas. Escreve artigos e matérias nos assuntos citados e particicipa ativamente de eventos da área como palestrante, painelista ou moderadora.

Profissional Premiada na Categoria de Gestão de Pessoas no Segmento Sucroenergético em 2011- Mastercana Centro-Sul (Agosto 2011).

Foi Presidente do GERHAI (Grupo de Estudos de RH na Agroindústria) na gestão 2013 e Diretora de Sustentabilidade na ABRH-RP nos anos de 2012 e 2013.

Empresários, executivos e profissionais de RH se posicionarão frente ao resultado da pesquisa, identificando os principais desafios relacionados às práticas de Gestão de Pessoas nas empresas nos dias atuais.

1) Principais necessidades e demandas organizacionais em relação às práticas de gestão de pessoas na visão alta gestão

2) Os desafios e obstáculos a serem superados pelos profissionais de rh no contexto atual


 

Universo Online

Tendências para Formação e Desenvolvimento Profissional

David Forli

Graduado em Direito e Mestre em Administração (FEARP USP).

Pesquisador da área de eficiência de programas de treinamento MBA in Company.

Professor do MBA USP e MBA FUNDACE e Avaliador do MEC em programas EAD.

Gerente de Ensino do INEPAD coordenando programas de desenvolvimento executivo em empresas como: Banco do Brasil, Santander, Siemens, Caixa Econômica Federal, Ministério da Justiça, Bradesco, SESCOOP e outras Cooperativas de Crédito.

Coordenador de Desenvolvimento do MBA Gestão Estratégica EAD USP.

 

O e-learning aumenta as possibilidades de difusão do conhecimento e da informação, facilitando a formação e o desenvolvimento de profissionais, porém traz vantagens e limitações. Nesta palestra, David Forli discute o tema e explora as tendências no uso desse recurso, como prática de T&D pelas empresas.


Teletrabalho e Teleatividades no Brasil

Adoção de modelos flexíveis para o trabalho presencial cresce em todo mundo e traz benefícios para funcionários, empresas, meio ambiente e sociedade, mas também tem riscos e limitações.

Contextualização e Aspectos Legais

Wolnei Ferreira

Diretor de Assuntos Legais da Soc. Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades - SOBRATT. Diretor Jurídico da ABRH, formado pela Faculdade de Direito de S.B.Campo/SP e em Adm. de Empresas pela ESAN/SP. Pós-graduado em Recursos Humanos, com ênfase em Relações Sindicais, pelo Inst. Metodista de Ensino Superior. É fundador, sócio-administrador e principal negociador sindical da Ferreira Rodrigues, Sociedade de Advogados. Iniciou carreira em 1975, ocupando posições gerenciais em RH até 1991 e desde então em escritórios jurídicos. Sua expertise em negociações sindicais teve início em 1985, como Gerente de Relações Sindicais e Trabalhistas do Grupo Bunge/SANBRA.

 

 


 

Case Citibank

Adriano Bandini

Especialista em Diversidade, responsável por programas Institucionais no Citibank. Psicólogo; Especialista em Diversidade (PcD, Aprendiz, LGBT, Crenças, Geracional, Etnia, Pessoas acima de 50 anos, Mulheres líderes); Coordenador da sub comissão de Diversidade da Febraban; Gestão de Programas de Inclusão de Pessoas com Deficiência e Aprendiz; Articulação de Parcerias público-privadas (PPP); Gestão de Projetos nas áreas público e privada; Gestor de Programa de Treinamento e Desenvolvimento; Desenvolvedor de conteúdos e instrutor de treinamentos; Especialista em acessibilidade e Lei de Cotas, TAC (MPT), Termos de Compromisso (MTE);

 

A experiência do Citibank na adoção de práticas de teletrabalho e teleatividades: principais dificuldades encontradas / fatores críticos de sucesso.


 

Case Ticket

Eduardo Távora

Economista com especialização no mercado de capitais / Instituto dos Economistas de Pernambuco.

Oriundo do mercado financeiro migrou para a área comercial, passou a dirigir empresas no setor de serviços nos últimos 25 anos. Atualmente é Diretor Comercial da Ticket serviços S/A.

 

A experiência da Ticket na adoção de práticas de teletrabalho e teleatividades: principais dificuldades encontradas / fatores críticos de sucesso.


 

Questionamentos e Interação com o Público

Edna Bedani

Psicóloga, Mestre em Administração (linha de pesquisa – Pessoas e Organizações) , especialização em Gestão Estratégica de RH e Formação em Coaching pela ICI e em Neurocoaching pela RCS (Result Coaching Systems -Neuroleadership Group – Austrália).

Atua como Coach (Executive e Leadership Coaching) e professora universitária em cursos de MBA, na FGV- Faculdades Getúlio Vargas e BSP – Business School de SP . Atualmente é Vice Presidente de Conhecimento e Aprendizagem da ABRH-SP (Gestão 2013-2015).

Ampla experiência na área de Recursos Humanos, com mais de 25 anos de atuação, 15 anos em posição de Liderança em empresas como Grupo Pão de Açúcar, VDO-Siemens, Accenture e Ticket (Edenred), onde ocupou a posição de Diretora Executiva de Recursos Humanos e Responsabilidade Social, em 2013 a empresa ocupou o 2º Lugar na lista das melhores empresas para se trabalhar, pela GPTW.

Carreira desenvolvida atuando com: Atração e Retenção de Pessoas, Educação Corporativa, Gestão Estratégica de Recursos Humanos, Liderança, Carreira e Sucessão.

 

 

  


 

Transformando Ideias em Grandes Negócios

 

Ele não tinha dinheiro, não falava inglês, não tinha contato com ninguém no mundo da moda. Mas tinha uma ideia e acreditava nela mais do que em tudo, mesmo quando todo mundo insistia para que desistisse. Foi assim que, depois de muitas ousadias e expectativas, o então estudante de economia Ricardo Bellino se tornou sócio de John Casablancas, aos 21 anos, e trouxe a agência de modelos Elite para o Brasil, numa ação decisiva para a profissionalização do setor no país. Depois, da mesma forma, convicto numa idéia em que ninguém acreditava, Bellino obteve prestigiada repercussão mundial com o sucesso da campanha de camisetas do câncer de mama, no Brasil. Ele também tem sido destaque na mídia nacional e internacional, com a campanha do câncer de mama no alvo da moda, tornou-se sócio do bilionário americano Donald Trump.