• Telefone
    (16) 3623-3051 | (11) 3254-7681

Compartilhe:

Porque as empresas precisam estruturar um Plano de Cargos e Salários?

Porque sem um plano de C&S estruturado, os salários são definidos sem regras e critérios, criando na empresa uma colcha de retalhos, em termos de remuneração.

A empresa pode estar pagando mais do que o mercado. Se isso estiver acontecendo, a empresa estará desperdiçando recursos. Por outro lado, a empresa pode estar pagando menos que o mercado, correndo riscos de perder talentos.

Além disso, o ambiente interno é altamente afetado pelo sentimento de insegurança dos colaboradores com relação ao seu futuro profissional em um contexto cheio de incertezas.

Porque uns ganham mais e outros menos? Porque uns são promovidos e outros não? Porque uns recebem aumento de salário e outros não? Como evoluir na carreira? As pessoas não entendem e, na verdade nem a empresa entende, simplesmente porque não há regras! Tudo isso impacta diretamente o clima organizacional, desviando o foco das pessoas no trabalho e afetando a produtividade.

SASA

O Plano de Cargos e Salários orienta a evolução profissional

O plano de cargos e salários, com políticas e regras claras, explica para os colaboradores as diferenças salariais. Orienta os caminhos do crescimento profissional, criando condições para que as pessoas possam se preparar para ocupar níveis mais elevados na carreira.

Um bom plano organiza os cargos em uma ordem hierárquica baseada na complexidade e no caráter estratégico das funções definidas para cada um. Quanto mais complexas forem as funções, maior a exigência de nível mais alto de competências, maior a exigência de maturidade profissional. Quanto mais estratégico, maior o valor do cargo para a organização.

Dessa forma, os cargos mais complexos e mais estratégicos terão os salários maiores na organização.

Essa hierarquização é feita através da avaliação de cargos, que é realizada com base na descrição das funções definidas para o cargo. Por isso é de crucial importância ter descrições de cargo muito bem elaboradas, muito bem fundamentadas. A importância das descrições de cargos vai além do plano de cargos e salários, pois é um instrumento que vai servir de base para praticamente todos os subsistemas de RH!

A avaliação e a pontuação de cargos podem ser feitas por métodos quantitativos (escalonamento, análise comparativa entre os cargos etc.) e métodos não quantitativos (o método de pontos, criado por Merril Lott, é o mais utilizado pelas empresas mundo afora).

Os métodos não quantitativos são mais recomendados para empresas pequenas e com estrutura de cargos bem enxuta e simples. Já os métodos quantitativos são recomendados para empresas maiores com uma estrutura de cargos mais complexa.

Com essas ações (descrição de cargos de qualidade, avaliação, pontuação e hierarquização de cargos, com o complemento de uma boa política salarial)  é possível estabelecer equilíbrio interno. As regras e critérios possibilitam a compreensão das pessoas, proporcionam uma visão de carreira e melhora a satisfação dos colaboradores e o clima organizacional.

Mas a empresa precisa também estar em equilíbrio com o mercado, para não ficar isolada do mundo nas estratégias de remuneração. O desequilíbrio em relação aos salários praticados no mercado dificulta a atração de talentos e expõe a empresa a grandes riscos de perda de profissionais.

O equilíbrio externo se torna possível pela construção de uma tabela salarial. Essa tabela deve estabelecer a correlação dos valores internos dos cargos, definidos pelo processo de pontuação, e os salários praticados no mercado, obtidos por meio de uma pesquisa salarial. A correlação entre o valor interno dos cargos (pontos) e o valor de mercado (salários obtidos na pesquisa) é estabelecida por meio de cálculos regressão e correlação. Realizamos esses cálculos por meio do nosso software de C&S, mas, para quem quiser aprofundar conhecimentos, eles estão muito bem explicados no livro “Administração de Cargos e Salários” de Benedito Rodrigues Pontes.

 

SAS

 Cargos e Salários x riscos trabalhistas

Um bom sistema de Cargos & Salários bem construído e bem gerido traz para as empresas outro benefício: a prevenção de riscos trabalhistas.

Quando as empresas se organizam, adotam regras e critérios bem definidos, e gerenciam efetivamente o plano de Cargos e Salários, criam uma base consistente e sólida de  prevenção de riscos e defesa em situações de litígios trabalhistas.

O tema deste artigo é apresentado também na versão vídeo.