• Telefone
    (16) 3623-3051 | (11) 3254-7681

Compartilhe:

Gestão Sustentável

Numa época de grandes discursos em defesa da ética, transparência e sustentabilidade, encontramos algumas empresas que podem ser consideradas modelo de Governança, que primam pelo atendimento dos interesses dos seus diversos stakeholders, praticando o que chamamos de gestão sustentável. Muitas ainda estão procurando o caminho para isso. E muitas mais encontram-se muito distantes de práticas saudáveis de gestão, a exemplo da situação política e econômica que o nosso país atravessa, resultado de uma gestão que passa longe do que se pode chamar de sustentável.

Foi esse cenário que inspirou a escolha do tema GESTÃO SUSTENTÁVEL para o GEP Brasil 2015. O evento foi composto por “cases”, palestras e painéis focando Gestão Sustentável de Empresas e Pessoas, conjugando os interesses de acionistas, gestores e colaboradores.

24 de junho - Ribeirão Preto - Stream Palace Hotel

Cases, palestras e painéis focando Gestão Sustentável de Empresas e Pessoas, conjugando aos interesses de acionistas, gestores e colaboradores

Programação

Os Desafios da Liderança e Gestão de Pessoas em Tempos de Incerteza

Luiz Edmundo Rosa

Vice Presidente de Pessoas Organização e TI da GranBio e Diretor do Instituto de Gestão Sustentável

Atua também como Diretor de Educação da ABRH Brasil. Atuou como Diretor de RH da ACCOR para a América Latina e como Vice Presidente de Desenvolvimento Humano e Sustentabilidade da Anima Educação. Foi presidente do Congresso Mundial de RH (2004) e Diretor geral do CONARH (2004 - 2009). Coautor do livro "Se eu fosse você, o que eu faria como gestor de pessoas" publicado pela Editora Elsevier.

 

Luiz Edmundo falou sobre a importância da Gestão de Pessoas e das lideranças influenciando a produtividade das equipes, das organizações e do país, principalmente neste momento em que empresas e trabalhadores são profundamente afetados pelas questões político econômicas no nosso país.


 

Os Impactos Sociais das Mudanças Organizacionais

Américo Garbuio

Vice Presidente de Desenvolvimento humano e Organizacional da Brasil Kirin

Américo Garbuio Junior, 47 anos, profissional com 26 anos de experiência na área de Recursos Humanos com formação em Ciências Contábeis com pós-graduações e MBAs em gestão organizacional e recursos humanos, gestão empresarial estratégica e gestão de negócios.

Palestrante convidado por diversas empresas de mercado ( HSM, SBGC, IQPC, Consulting House, Marcus Evans, Crescimentum ,Deloitte entre outras) para desenvolver temas relacionados a área de Recursos Humanos, bem como instituições renomadas de ensino como FIA , UFSCAR e FGV.

Foi em 2010 Top Five of Mind na categoria de Dirigente de RH e em 2013/2014 e 2015 esteve entre os 100 mais reconhecidos dirigentes de RH do Brasil.

Escreveu artigos e foi alvo de entrevistas para algumas revistas de negócios e Recursos Humanos entre elas Exame, Você S/A, Valor , Revista HSM entre outras.

Sob a sua gestão a Schincariol e hoje Brasil Kirin conquistou diversos prêmios em Gestão de Pessoas, tais como finalista do Top of Mind 2011 na categoria de empresa com melhores práticas em Educação Corporativa,três vezes vencedor do prêmio MAKE AWARD no Brasil que premia as empresas com as melhores práticas em gestão de pessoas, nos anos de 2011, 2012 e 2013. Duas vezes integrante entre as melhores empresas das Américas em Gestão do Conhecimento pelo prêmio MAKE internacional. Sob a sua gestão liderou transformações culturais e processos de mudanças relevantes , bem como processo de aquisição e transição. Contribuiu com a sua gestão em posicionar a Brasil Kirin como uma das 70 melhores empresas para se trabalhar pela Great Place to Work e entre as 150 melhores da Revista Você S/A em 2014.

Possui formação internacional em Coaching pelo Instituto Lambent com certificação pelo ICC. Atualmente é membro integrante do comitê de Pessoas da Cerv-Brasil, associação com as principais indústrias de cervejas do Brasil e Diretor Geral da Regional de Sorocaba da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos). Atualmente é Vice Presidente de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Brasil Kirin, indústria de Bebidas que conta com mais de 11.000 funcionários e unidades em todo o Brasil, acumulando também a função de membro integrante do Comitê de Pessoas do Conselho da Brasil Kirin e membro do comitê Global Talents ( Talentos globais do grupo Kirin no mundo).

 

As mudanças organizacionais sempre causam impactos sociais, independente dos motivos que as provocam. Sejam por decisões estratégicas, retração de mercado, reestruturação, fusões, aquisições. Américo Garbuio, Diretor de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Brasil Kirin, abordou o tema em diversas situações de mudança, trazendo reflexões de como conduzi-las de maneira sustentável.


 

Impactos da Legislação Trabalhista no Desenvolvimento de Empresas e Pessoas

Celso Torquato abordou o tema e seus impactos na gestão e nas estratégias organizacionais, notadamente no setor bioenergético, tendo por base sua vivência como empresário e como presidente da UDOP - União dos Produtores de Bioenergia.

Celso Torquato Junqueira Franco

Presidente da UDOP - União dos Produtores de Bioenergia

Celso Torquato Junqueira Franco é Engenheiro civil, formado pela Universidade Mackenzie, em São Paulo, acionista da Pioneiros Bioenergia e da Usina Santa Adélia.

Ex-prefeito da cidade de Sud Mennucci, por dois mandatos, Celso Junqueira teve sua carreira política marcada ainda por dois mandatos como vice-prefeito de Sud Mennucci. Dentre suas principais conquistas para Sud Mennucci está o projeto idealizado em 2002, que fez do município o primeiro do Brasil com internet banda larga grátis a toda a população.

Celso Junqueira é filho do empresário Cícero Junqueira Franco, considerado um dos pais do PróAlcool, na década de 1970. Celso é ainda ex-presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Baixo Tietê (CBH-BT); e ex-presidente da Associação dos Municípios do Extremo Noroeste do estado de São Paulo (Amensp).


Nanci trouxe do tema e seus impactos no dia a dia do profissional de RH, bem como nas estratégias de gestão de pessoas, tendo por base sua ampla vivência como Executiva de RH, em empresas de variados segmentos. 

Nanci Erthal

Executiva de RH

Executiva de Recursos Humanos com sólida experiência na área adquirida em mais 20 anos de vivência em empresas como Whirlpool,Telefonica/Vivo e Coca Cola Andina Brasil. Graduada em Pedagogia pela Unesp de Rio Claro e MBA em Recursos Humanos pela FIA em São Paulo.


André fechou o tema com uma abordagem jurídica, refletindo sobre as necessidades de reforma da CLT, e os caminhos possíveis para promover uma relação sustentável que equilibre os interesses das empresas e dos colaboradores.

André Cremasco

Manager, Legal & Compliance - South America na Takata Brasil S.A

Graduado em Direito pela Universidade São Francisco e Especialista em Gestão Estratégica de Empresas pela UNICAMP. Atuou na Robert Bosch Limitada por 18 anos, sendo o responsável no âmbito da América Latina, pelos temas legais trabalhistas, previdenciários e cíveis de cunho indenizatório. Também exerceu a função de Compliance Officer Proxy durante 5 anos, tendo atuado efetivamente na implementação mundial do Programa que abrangeu aproximadamente 15 mil empregados no Brasil, Argentina, Chile, Perú, Colômbia, Venezuela e Panamá. Palestrante em Congresso Internacional de Direito do Trabalho Comparado e Relações Sindicais realizado na Argentina, Espanha e Portugal.

 

O anacronismo da legislação trabalista brasileira segue emperrando o desevolvimento de empresas e trabalhadores. Parecer da CNI resume bem essa realidade: “O mundo do trabalho mudou muito nas últimas décadas. O Brasil vive ainda o paradigma do conflito e temos de superar esse estágio ... precisamos de relações harmoniosas, cooperativas, num jogo em que todos ganham, trabalhador e empresa”. Segundo o presidente da CNI, “no campo do trabalho há leis incompreensíveis, regras implacáveis e decisões contraditórias, muitas vezes de efeito retroativo, mazelas que temos de superar”. Ninguém investe na incerteza, ninguém cria emprego sem segurança. A insegurança jurídica é tão grave quanto a exorbitância dos custos, destruindo a competitividade e inibindo a tomada de decisão. Como tudo isso impacta os resultados e o desenvolvimento de empresas e trabalhadores foi o foco do painel.

Moderação

Dr. Evandro Grili

Sócio e Diretor Executivo da Brasil Salomão e Matthes Advocacia

EVANDRO A. S. GRILI, advogado, sócio de Brasil Salomão e Matthes Advocacia. Além de atuar nas áreas de Direito Ambiental e Tributário do Escritório, ainda é Diretor-Executivo da banca.


 

Case Anima: Gestão Sustentável

Daniel Faccini Castanho

Presidente Anima Educação

A Educação está presente na vida de Daniel desde cedo. Observando seu pai, foi aluno, professor e atualmente é um empreendedor educacional inquieto e de alma inovadora, movido pela conquista de grandes objetivos. Graduado em Administração de Empresas pela FGV em São Paulo, estudou também na Harvard Business Schoool, nos Estados Unidos. Suas idéias e paixões tomam forma na proposta da Anima Educação.

 

Daniel compartilhou conosco a experiência bem sucedida da Anima Educação, ao pautar a gestão da empresa e a gestão das pessoas em pilares como qualidade, viabilidade econômica e o desejo de construir um empreendimento socialmente justo e ecologicamente correto, a começar pelo seu propósito: "Transformar o país pela Educação, sendo referência em práticas inovadoras de aprendizagem e gestão, respeito à pluralidade, valorizaçao das pessoas e compromisso com o desenvolvimento sustentável.


 

Case Natura: Sustentabilidade Incorporada à Cultura Organizacional

Luciana Villa Nova

Gerente de Sustentabilidade da Natura

Farmacêutica Bioquimica formada pela FCF da USP/SP com pos graduação em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas/SP. Mais de 15 anos de experiência em pesquisa e desenvolvimento de produtos pela Natura. Há cerca de 4 anos atuando como Gerente de Sustentabilidade da Natura, com experiências em Sociobiodiversidade, Programa Amazônia e há 2 anos na área de Gestão e Planejamento Estartégico de Sustentabilidade.Luciana Villa Nova

 

Luciana Villa Nova, Gerente de Sustentabilidade da Natura, revelou como as práticas de Gestão de Pessoas, especialmente o plano de remuneração variável, carregam a marca da sustentabilidade que faz parte do DNA da empresa.


 

Transformando Não em Sim para vencer em tempos de crise

Átila e Rosi

Ilusionistas consagrados na TV nacional e internacional pela história de versatilidade e eficiência, formam a dupla de palestrantes mais requisitada da atualidade. Com amplo currículo, e formação acadêmica intensa, ambos são: Ilusionistas, psicanalistas, psicopedagogos, escritores, jornalistas e neuropesquisadores cognitivos com profundo conhecimento em relacionamento humano.

Na Centro Oeste Produções, por mais de 10 anos, dirigiram, criaram e apresentaram em todas as emissoras de TV do país: programas de TV, comerciais, homenagens, documentários e Shows de ilusionismo, recebendo prêmios como o Vladimir Herzog em 1997. E dois dos mais cobiçados prêmios internacionais conferidos a mágicos ilusionistas e a espetáculos mágicos de todo o mundo. Os prêmios internacionais foram outorgados pela IMS - INTERNATIONAL MAGICIANS SOCIETY - New York / EUA (sede da IMS) em 2003 e 2004 respectivamente (2003 - Prêmio de melhores Mágicos Ilusionistas do Brasil. E 2004 - Prêmio de melhor Espetáculo Mágico do Brasil.) entre outros.

 

 

 

O foco da apresentação foi a necessidade da transformação pessoal em busca do “ser sustentável”, equilibrando com sucesso o bom relacionamento familiar, social e corporativo, conquistando resultados e cumprindo metas, aumentando auto-estima, confiança em si e nos outros. Como ser uma pessoa equilibrada e ponderada, sem perder a velocidade empreendedora.