• Telefone
    (16) 3623-3051 | (11) 3254-7681

Compartilhe:

Final de ano é tempo de elaboração de budgets, planejamentos estratégicos e definições de projetos para o novo ano que chega!

E qual o espaço do RH nesse planejamento? Infelizmente é muito grande o número de empresas que ainda não se deram conta dos benefícios que uma boa Gestão de Pessoas pode trazer para a empresa e seus resultados.

Nesse cenário, bravos e perseverantes profissionais de RH lutam para aprovar os planos da área, buscando evoluir as práticas de Gestão de Pessoas nas suas empresas.

Por outro lado, é nosso papel, enquanto profissionais da área, mostrar valor e conquistar espaço. E agora é hora de aproveitar para colocar o RH na pauta dos planejamentos do próximo ano.

Compartilhamos aqui 6 dicas para ajudar o RH a emplacar seus projetos e entrar o ano novo cheios de novos desafios.

  • Conhecer a empresa e seu negócio: 

Quanto mais você conhecer do negócio, e quanto mais você for capaz de traduzir esses conhecimentos em argumentos sólidos, mais força terá para convencer e conquistar respeito para suas ideias e projetos. Vejam esse vídeo que orienta como levantar informações sobre o negócio. Tem este roteiro que facilita a coleta de informações para que rapidamente

  • Alinhamento dos projetos do RH à estratégia e aos objetivos organizacionais 

Quanto mais os projetos estiverem alinhados com a estratégia, quanto mais eles contribuírem para o alcance dos objetivos e resultados, maiores serão as chances de serem aprovadas. Mostre os benefícios da sua proposta para o alcance desses objetivos. Se, por exemplo, estiver nos planos da empresa ampliar os negócios, abrir novas unidades, mostre como aquele programa de desenvolvimento de lideranças com uma série de treinamentos estruturados vai formar líderes para assumir a gestão das novas equipes e das novas unidades.

  • Fazer uma relação custo-benefício dos projetos de RH

Em uma tabela de duas colunas, coloque na primeira o custo do(s) projeto(s). Na segunda coluna relacione todos os benefícios que o projeto proporcionará para a empresa. Quanto mais e maiores forem os benefícios, mais chances de conseguir aprovação e investimento você terá.

Exemplo: se o projeto envolver a implantação de um sistema de gestão de desempenhos, ele irá possibilitar a prática da meritocracia. A meritocracia possibilita a identificação de profissionais com melhores desempenhos, aqueles que mais contribuem para os resultados organizacionais. Essa identificação dará base para a adoção de ações mais efetivas de reconhecimento que promovem mais engajamento dos profissionais de melhor desempenho, que acabam servindo de exemplo para os demais. Esses profissionais que já apresentavam bons desempenhos vão melhorar ainda mais suas entregas. Melhores desempenhos significam maior produtividade e melhores resultados organizacionais.

A retenção e o engajamento de bons profissionais, de outro lado, possibilitarão a redução de turnover e, consequentemente, a redução dos custos com reposições de vagas. Neste ponto pesará muito a favor da aprovação do projeto se for estabelecida uma meta para a redução de turnover e do custo de reposição de profissionais, que no final vão impactar positivamente os custos de Gestão de Pessoas.

  • Redução de custos do RH

Se o projeto proposto provocar alguma redução de custos ou evitar um novo custo para a empresa, dê muita evidência a esse fato. Economias e reduções de custos são itens muito valorizados nas organizações de maneira geral.  

Tudo o que for proposto, se envolver redução ou economia de custos, será muito bem visto e recebido pela empresa. Exemplo: a empresa apresenta alto crescimento e aumento significativo do quadro de colaboradores, o que consequentemente aumentará o volume de serviço do RH. Um projeto de automação dos processos da área vai reduzir consideravelmente o volume de trabalho adicional por um custo muito menor do que a ampliação da equipe de RH. O projeto de automação terá muito mais chances de emplacar se você defender com argumentos de economia de custos.

  • Conquiste aliados para os projetos de RH

Sempre há nas empresas lideranças mais evoluídas, que entendem o valor que a Gestão de Pessoas pode proporcionar para as empresas e como pode ajuda-los a extrair o melhor de suas equipes. Envolva essas pessoas nos projetos e apresente seus argumentos. Solicite o apoio delas na defesa das suas propostas junto à Diretoria.  

Quanto mais pessoas influentes você tiver do seu lado, maiores serão as chances de sucesso.

  • Envolva a Direção da Empresa nos projetos de RH

Por último, a Direção da empresa, quem tem a palavra final, precisa estar do seu lado. Precisa entender o projeto e o retorno que ele pode proporcionar.  Se a Direção não estiver do seu lado, poderá até aprovar! Porém, as chances de sucesso são pequenas. Porque se a Direção não apoiar a iniciativa, as lideranças não vão se envolver e seu projeto perderá valor e credibilidade.

Mas se você tiver feito a lição de casa cuidando dos passos anteriores, neste ponto terá fundamentos suficientes para montar uma bela apresentação, curta e objetiva para encantar a Diretoria e conquistar as aprovações necessárias.

Esperamos que essas dicas ajudem vocês na hora de defender seus projetos de Gestão de Pessoas e que você entre o ano novo cheio(a) de novos desafios!

Deixe seu Comentário